Texto de Ricardo Sant'Anna

General Motors presentó anoche en Brasil la nueva Chevrolet Spin. Desarrollada sobre la plataforma del sedán Cobalt, esta minivan llega al Mercosur para reemplazar al mismo tiempo a las Meriva y Zafira.

La Spin sigue la fórmula de su principal rival en el mercado brasileño: la Nissan Livina. Es decir, un mismo modelo, pero con dos tipos de configuración interior: cinco y siete plazas.

Saldrá a la venta en Brasil en julio y su llegada a la Argentina ya fue confirmada para el último trimestre del año. Habrá dos niveles de equipamiento: LT y LTZ, siempre con el mismo motor. Se trata del conocido 1.8 8v, que recibió algunas mejoras para reducir su consumo.

Con tracción delantera, la Spin podrá combinarse con caja manual de cinco velocidades o con la automática de seis marchas, ya conocida de los Cruze y Sonic.

La Spin ofrece un gran espacio de cargas y mucha versatilidad para la configuración de las plazas traseras. Como ya ocurría con la Zafira, la tercera fila de asientos sacrificará buena parte del espacio del baúl.

***

VIDEO: Chevrolet Spin

***


Chevrolet Spin: doce fotos, un video, equipamiento y ficha técnica

  • Copyright de AutoEsporte. Derechos de reproducción y traducción de Autoblog.com.ar

    ***

    Comunicado de prensa de GM Brasil (en portugués) Chevrolet Spin: seu carro para curtir com todo mundo

    Um carro completo. Para tudo e para todos. Assim pode ser definido o mais novo lançamento da Chevrolet para o mercado brasileiro. Trata-se do Chevrolet Spin, um multi-purpose-vehicle, ou MPV, feito para agradar a todos os tipos de clientes, com ou sem família.

“Além de linhas imponentes e muito atraentes, o Spin impressiona pela versatilidade e pelo excelente espaço interno. Ele tem um interior que comporta cinco ou sete passageiros e oferece uma capacidade de porta-malas que pode chegar a até 1.668 litros. Certamente vai agradar os que têm família e aqueles que têm amigos e que gostam de aproveitar a vida”, afirma Grace Lieblein, presidente da General Motors do Brasil.

O novíssimo Chevrolet Spin foi totalmente desenhado, desenvolvido e produzido no Brasil, de parachoque a parachoque. Ele é fruto do trabalho do centro de desenvolvimento da GM do Brasil, localizado em São Caetano do Sul, São Paulo, um dos cinco centros de desenvolvimento que a empresa tem no mundo.

“Depois de lançarmos modelos de sucesso, como o Cobalt, Cruze, Cruze Sport6 e a picape S10, agora é a hora de nos voltarmos para um segmento que vem se tornando cada vez mais popular por aqui. Com um design diferenciado, muita versatilidade e uma excelente relação custo benefício, o Spin certamente será mais um case de sucesso da Chevrolet em 2012”, afirma Marcos Munhoz, vice-presidente da GM do Brasil.

O Chevrolet Spin terá o início das vendas programado para o início do próximo mês de julho. No mercado brasileiro ele será vendido com o motor 1.8 Econo.Flex, com opções de transmissão manual e automática – esta última de seis velocidades – e em duas versões de equipamentos e acabamento: LT e LTZ. Além do mercado brasileiro, o Chevrolet Spin será comercializado em outros países da América do Sul, assim como na Ásia. A produção inicialmente será na fábrica de São Caetano do Sul, em São Paulo.

Chevrolet Spin: do Brasil para o mundo

A exemplo do que acontece com o Cobalt, o Chevrolet Spin foi totalmente desenhado e projetado pelo Centro de Desenvolvimento da GM do Brasil.

Com linhas musculosas, o Spin chega ao segmento com um visual imponente e com proporções únicas. É um modelo familiar com ares aventureiros, ideal para quem quer viajar, passear com a família ou simplesmente fazer uso cotidiano do veículo. Na dianteira, o Spin ostenta a tradicional grade bipartida da Chevrolet em conjunto com os faróis de linhas modernas e afiladas e de refletores aparentes, que reforçam uma personalidade e um visual únicos.

A lateral é bem marcada pelas linhas vistosas sobre os para-lamas, assim como o Cobalt. O visual mais robusto também é delineado pela linha de cintura mais alta. Já a traseira tem detalhes que mostram todo o refinamento do projeto e da construção do Spin. As lanternas têm superfícies especialmente desenhadas para trabalhar o fluxo de ar. Uma saliência faz com que a turbulência do ar passe longe das lanternas, evitando que as mesmas fiquem sujas e menos eficientes no caso de chuva. O aerofólio embutido na tampa traseira também foi desenhado para melhorar a penetração aerodinâmica do MPV.

“Temos a certeza que o design do Spin vai agradar a todos, onde quer que ele seja comercializado. No início do projeto, fizemos duas diferentes propostas de conceito que foram avaliadas isoladamente em cada um dos mercados em que o carro vai ser vendido. Depois disso, trabalhamos em cima do conceito vencedor, criando ainda cinco diferentes variações. Foi um trabalho exaustivo do time do design. Mas certamente premiado pelo resultado final do projeto”, afirma Carlos Barba, diretor executivo do departamento de Design da GM do Brasil.

Interior: um dos pontos altos do Spin

O interior do novo Chevrolet Spin é um capítulo à parte. Construído sobre um entre-eixos de 2.620 metros ele oferece espaço para até sete ocupantes na versão LTZ e para cinco na versão LT.

“Nossa diretriz ao desenhar o interior foi o uso eficiente do espaço. Tudo fica à mão no Chevrolet Spin. Desde os comandos do painel até os 32 porta-trecos que compõem o interior do modelo”, completa Barba.

A disposição dos bancos, por exemplo, é um claro exemplo de um interior diferenciado. No Spin LTZ, as três fileiras de banco estão dispostas em formato de teatro. Ou seja, a terceira fileira de bancos é mais alta que a central que, por sua vez é ligeiramente mais alta que a primeira, privilegiando o espaço e a visibilidade para qualquer um dos ocupantes.

O porta-malas do Spin tem grande capacidade carga. O MPV pode levar, por exemplo, uma bicicleta sem que ela seja desmontada no seu interior. Com sete ocupantes, sua capacidade de carga é de 162 litros. Com cinco, ela salta para 710 litros, podendo chegar até 1.668 litros, com os bancos da fileira central rebatidos.

No total, o Spin LTZ tem 23 diferentes combinações de posições de bancos. Chama a atenção o porta-luvas na parte superior do painel e também o espaço nas portas dos ocupantes que andam na frente, que comportam até uma garrafa de dois litros de água.

Além destes diferenciais, o interior do Spin agrada por oferecer – em todas as versões – um acabamento Premium. Colaboram para isso o painel em dois tons e o chamado “efeito jóia”, acabamentos prateados e cromados que se sobressaem e estão presentes nas maçanetas, no volante, nos botões do radio e do ar-condicionado, na alavanca de câmbio, no freio de mão e nas saídas de ar.

Para completar, o interior do Spin oferece tecnologia e modernidade. Ele tem, por exemplo, entrada USB para o rádio, computador de bordo e o painel combinando – como ocorre no Cobalt – itens analógicos (conta-giros) e digitais (velocímetro). Os mostradores do Spin contam com uma grafia exclusiva e utilizam a iluminação Ice Blue, presente em outros modelos da linha Chevrolet.

Spin: 100% desenvolvido e produzido no Brasil

O novo Chevrolet Spin foi completamente desenvolvido em solo brasileiro. Mas para ser comercializado em outros países afora, teve um extenso programa de testes. Ele passou, por exemplo, por quatro diferentes continentes. As expedições sempre foram lideradas por um time de engenheiros da GM do Brasil.

“O Spin é mais um carro global que o Centro de Desenvolvimento da Chevrolet no Brasil produz para o mundo”, afirma Pedro Manuchakian, vice-presidente de engenharia da GM América do Sul. “Ele já foi desenvolvido pensando em todas as variações necessárias para isso. Terá, em alguns países, direção do lado direito e mais três opções de motor para outros mercados, como Indonésia e Argentina, que já confirmaram a comercialização do modelo”, completa.

O Chevrolet Spin tem na dirigibilidade um de seus pontos fortes. Mesmo apresentando um centro de gravidade mais elevado que o do Cobalt, ele oferece estabilidade e conforto bem semelhantes ao do sedã, graças ao bom acerto de suspensão. Mesmo com a posição mais elevada de se dirigir, o Spin transmite segurança ao volante. A direção hidráulica oferece boa dose de firmeza em velocidades mais elevadas, transmitindo segurança ao condutor.

Outra qualidade do Chevrolet Spin é o fato dele ser extremamente silencioso. A engenharia brasileira dedicou boa parte do trabalho ao isolamento acústico do MPV. Os esforços foram concentrados na parte de vedação – guarnições de portas e borrachas de vedação e também nos revestimentos internos – como os da parede corta-fogo. O trabalho ainda foi além: o projeto do Spin conta com vedações na estrutura da carroceria na região da soleira da porta e coluna B que impedem a passagem de ruídos para outras partes do carro.

O mais novo integrante da família Econo.Flex

Para atender aos objetivos dos clientes do SPIN que são versatilidade com conforto, baixo custo de manutenção e economia de combustível, a engenharia de powertrain da Chevrolet desenvolveu o motor 1.8 Econo.Flex.

O 1.8 Econo.Flex utiliza diversas tecnologias para atingir esses objetivos. Tem coletor de admissão em plástico, com um novo ressonador, que garante menor ruído de aspiração e melhor distribuição do torque, além de conferir melhor dirigibilidade, acelerações mais uniformes e menor consumo de combustível – que, combinado com o tanque de combustível de 53 litros, se traduz em excelente autonomia.

O Econo.Flex apresenta uma evolução do sistema drive-by-wire, de última geração, que possibilita respostas mais rápidas ao acelerador e que trabalha integrado ao System Zero, uma tecnologia 100% desenvolvida pela GM, que gerencia o motor baseado em torque. Para completar, o 1.8 Econo.Flex conta com o coletor de escapamento estampado em aço inox, mais eficiente no atendimento as novas leis de emissões.

Com essas tecnologias, o 1.8 Econo.Flex desenvolve 108 cavalos com etanol e 106 cavalos com gasolina, ambos a 6.200 rpm. O torque é de 17,1 kgf.m com etanol e 16,4 kgf.m com gasolina, sempre nas 3.200 rpm. Vale ressaltar que 90% do torque está disponível entre 2.500 e 4.700 rpm, garantindo força e elasticidade e conferindo excelente dirigibilidade.

Duas opções de transmissão: manual de cinco ou automático de seis velocidades

O Chevrolet Spin vem equipado com um item inédito no segmento. Além da transmissão manual de cinco velocidades (F17 Geração 1.5) o MPV utilizará a caixa GF6, de seis marchas, já conhecida por equipar o Cruze e o Sonic.

A transmissão manual recebeu importantes melhorias para equipar o Spin. A primeira delas são os novos seletores de engate, que conferem menor esforço e maior precisão nas trocas de marcha. Ela conta também com sincronizadores triplos que permitem trocas mais esportivas e sem “arranhar” as marchas.

Já a transmissão GF6 – automática de seis marchas e que oferece trocas no modo sequencial - conta com o sistema adaptativo de trocas de marcha, módulo de controle integrado, que elimina cabos entre o módulo e a transmissão e também o freio motor, que mesmo quando o motorista alivia o pé do acelerador, mantem a marcha, dando a sensação de maior controle do veículo.

“Esta transmissão se adapta ao estilo de condução do motorista e conta com uma lógica de calibração que seleciona as marchas segundo a necessidade. Por exemplo, em uma descida, a transmissão reduz marchas para ajudar a segurar o carro, mesmo sem a intervenção do condutor. Em subidas, ela evita trocas desnecessárias de marcha, utilizando melhor a faixa de torque do motor”, afirma Paulo Riedel, diretor de Powertrain da GM do Brasil.

A transmissão ainda conta com o conversor de torque com embreagem EC3, que traz menor consumo de combustível e trocas de marchas mais suaves, graças a uma embreagem hidráulica interna ao conversor que se acopla a cobertura frontal, evitando o escorregamento do conjunto e aumentando a eficiência da transmissão.

LT e LTZ: versões e equipamentos para curtir com todo mundo

Outro ponto de destaque do Chevrolet Spin é a excelente relação custo benefício.

Todas as versões saem bastante equipadas de fábrica. A LT, de entrada, tem ar-condicionado, direção hidráulica, ABS, EBD, duplo airbags, vidros e travas elétricas, ajuste de altura do banco do motorista e do volante, luz de seta auxiliar e rodas aro 15. O Spin LT ainda pode ser opcionalmente equipado com rodas de alumínio, rádio com CD Player, MP3 e Bluetooth, transmissão automática de seis marchas e controle automático de velocidade - popularmente conhecido como piloto automático.

A versão LTZ oferece todos os itens que a LT tem e ainda conta com a terceira fileira de bancos integrada, com rack de teto, computador de bordo, sensor de estacionamento e controles no volante. Opcionalmente ela pode ser equipada também com a transmissão automática de seis marchas e com o controle automático de velocidade.

Para os que querem ir ainda mais longe e personalizar seu veículo, a Chevrolet ainda oferece uma gama de acessórios para o Spin, que vão desde ponteira cromada do escapamento até os frisos laterais pintados na cor da carroceria. Tem também o farol de neblina (para a LT apenas), tapetes em carpete para passageiros, protetores de plástico para os para-choques dianteiro e traseiro e também telas de 7’de DVD para os encostos de cabeças traseiros.

O Chevrolet Spin será comercializado nos mais de 600 pontos de vendas e serviços e assistência técnica da Chevrolet no Brasil em oito diferentes cores: Branco Summit, Preto Global, Bege Desert, Azul Macaw, Prata Polaris, Cinza Mond, Cinza Rusk e Verde Lotus.

***

FICHA TÉCNICA En portugués

CHEVROLET SPIN 2013 1.8 ECONO.FLEX

RESUMO
Modelo: Spin 1.8 Econo.Flex
Carroceria / motorização: MPV, 5 ou 7 passageiros, 4 portas, motorização dianteira, tração dianteira
Construção: Aço galvanizado nos painéis exteriores
Fabricação: São Caetano do Sul, São Paulo, Brasil

MOTOR
Modelo: N18XFH
Disposição: Transversal
Número de cilindros: 4 em linha
Cilindrada (cm3): 1.796
Diâmetro e Curso (mm): 80,5 x 88,2
Válvulas: SOHC, duas válvulas por cilindro
Injeção eletrônica de combustível: M.P.F.I. (Multi Point Fuel Injection)
Taxa de compressão: 10,5:1
Potência máxima líquida
(ABNT NBR 5484 – ISO 1585): Etanol: 108 cv a 5.400 rpm
Gasolina: 106 cv a 5.600 rpm
Torque máximo líquido
(ABNT NBR 5484 – ISO 1585): Etanol: 17,1 mkgf a 3.200 rpm
Gasolina: 16,4 mkgf a 3.200 rpm
Combustível recomendado: Gasolina comum e/ou Etanol
Rotação máxima do motor (rpm): 6.300
Bateria: 12V, 50 Ah (50 Ah com ar-condicionado)
Alternador: 80 A (100 A com ar-condicionado)

TRANSMISSÁƒO
Modelo: F17-5CR - Manual de 5 velocidades à frente sincronizadas
Relação de marchas:
Primeira: 3,73:1
Segunda: 2,14:1
Terceira: 1,41:1
Quarta: 1,12:1
Quinta: 0,89:1
Ré: 3,31:1
Diferencial: 4,19:1

Modelo: GF6 – Automática de 6 velocidades com Active Select
Relação de marchas:
Primeira: 4,45:1
Segunda: 2,91:1
Terceira: 1,89:1
Quarta: 1,44:1
Quinta: 1,00:1
Sexta: 0,74:1
Ré: 2,87:1
Diferencial: 3,72:1

CHASSIS/SUSPENSÁƒO
Dianteira: Independente do tipo McPherson com molas helicoidais, amortecedores telescópicos pressurizados e barra estabilizadora
Traseira: Semi independente, com eixo torsão, barra estabilizadora no eixo traseiro, molas helicoidais e amortecedores pressurizados
Direção: Pinhão e cremalheira com assistência hidráulica
Direção redução: 16.0:1
Direção número de voltas: 2,87

Diâmetro de giro (m): 10,88

FREIOS
Tipo: Discos ventilados dianteiros, tambor traseiro
Disco diâmetro x espessura (mm): Dianteiro: 256 x 24; traseiro: tambor 230 x 45

RODAS/PNEUS
Rodas: 15 x 6J
Pneus: 195/65 R15

DIMENSÁ•ES
Distância entre eixos (mm): 2.620
Comprimento total (mm): 4.360
Largura carroceria (mm): 1.735
Largura total (mm): 1.953
Altura (mm): 1.664
Bitola (mm): Dianteira: 1.503; traseira: 1.509
Altura mínima do solo (mm): 136
Peso em ordem de marcha (kg): 1.202 (LT); 1.255 (LTZ)

CAPACIDADES
Porta-malas (litros): 162 (LTZ, 7 Lugares); 710 (LT, 5 lugares)
Carga útil (kg): 510 (LT); 495 (LTZ)
Tanque de combustível (litros): 53
Á“leo do motor (litros): 3,25 (3,5 com o filtro)
Sistema de refrigeração (litros): 5,0
Sistema de partida a frio (litros): 0,50

DESEMPENHO
Transmissão Manual
Velocidade máxima (km/h): Etanol: 173 Gasolina: 172
Aceleração 0 a 100 km/h (s): Etanol: 10s6
Gasolina: 11s1

Transmissão Automática
Velocidade máxima (km/h): Etanol: 168 Gasolina: 167
Aceleração 0 a 100 km/h (s): Etanol: 11s9
Gasolina: 12s0

Galería: Chevrolet Spin: doce fotos, un video, equipamiento y ficha técnica

Enviá tu noticia a novedades@motor1.com